Sobre o Curso

ÁREA
Mecânica

CARGA HORÁRIA
100 horas

PERÍODO DE REALIZAÇÃO DO CURSO
21 dias a partir da data de inscrição

UNIDADE
Escola Senai "Comendador Santoro Mirone"
RUA SENAI, 129 - Fazenda Pimenta | Indaiatuba CEP: 13347-680

TELEFONE
19 3825-3450

E-MAIL
senaiindaiatuba@sp.senai.br

TURMA(S)
Disponíveis

VALOR
Gratuito

Resumo

O Curso de Aperfeiçoamento Profissional - Programação, Preparação e Operação de Torno CNC tem por objetivo o desenvolvimento de competências para operar, preparar e programar Torno a CNC selecionando estratégias adequadas para usinagem de peças, seguindo procedimentos, normas técnicas, ambientais, de saúde e segurança.

Requisito

O aluno deverá, no início do curso, ter no mínimo 16 anos de idade.
O aluno deverá ter concluído o Nível Fundamental.
Comprovar conhecimentos em operações de torno mecânico, desenho técnico mecânico e controle dimensional.;

turmas disponíveis


InícioTérminoPeríodoHorárioValor TotalPagamento no BoletoVagas
07/03/202020/06/2020aos Sábados 08:00 às 17:00R$ 1.600,00 5 vezes de R$ 320,00
à vista
12
Observação :
Observação : Após 3 (três) dias úteis do pagamento do boleto, comparecer à escola para a confirmação da matrícula, munido do RG, CPF, Comprovante de escolaridade, de endereço com CEP atualizado e Comprovantes do conhecimento específico, quando solicitado (originais e cópias). Menores de 18 anos de idade deverão ser acompanhados por responsável, munido de RG e CPF. Para o curso NR - 11 - Operação de empilhadeira é necessário a apresentação da CNH Categoria B, C, D e E

Programação do Curso


1. Reconhecer pontos por meio de sistemas de coordenadas cartesianas;
2. Elaborar programas utilizando as funções ISO;
3. Elaborar programas utilizando ciclos fixos de máquina;
4. Elaborar programas utilizando subprogramas e sub-rotinas;
5. Selecionar ferramentas de acordo com a geometria da peça a ser usinada;
6. Utilizar o painel de operação da máquina;
7. Inicializar máquina;
8. Operar a máquina em modo manual;
9. Fazer o preset das ferramentas;
10. Referenciar o ponto zero-peça;
11. Simular o programa;
12. Usinar peças em modo automático;
13. Identificar as mensagens de falhas.